top of page
Buscar
  • Foto do escritorEditora Pendragon

Aika e as Light Novels

Você sabe o que é uma light novel?




A tentativa de explicar o que é light novel no ocidente esbarra em uma série de empecilhos. Pouco foi dito e escrito sobre o assunto, e no que diz respeito a trabalhos acadêmicos, ou mesmo artigos informais, ambos possuem uma série de divergências entre si. Mas o que seria uma light novel?


Em termos gerais, o próprio nome já nos traz algumas pistas: Um romance leve, ou seja, de fácil compreensão. A língua japonesa trabalha basicamente com quatro sistemas de escrita: O hiragana (ひらがな) sistema de escrita silábico criado pelas damas da corte no período Heian (794 ~ 1185 d. C.), o katakana (カタカナ) sistema de escrita silábico usado para escrever palavras estrangeiras. O kanji (漢字), ideogramas de origem chinesa incorporados à língua japonesa, e o romaji, que é o alfabeto que nós conhecemos e utilizamos no ocidente. Com tantos sistemas de escrita coexistindo, é de se imaginar que textos em japonês possuam níveis maiores e menores de complexidade, a depender do quão difíceis ou pouco usuais são os kanjis empregados na escrita (existem mais de 2000 kanjis “básicos”). Sendo assim, uma das características da light novel é a escrita, em tese, mais simples em comparação a outros livros japoneses.


Outro ponto importante que destaca as light novels, principalmente para nós ocidentais, são as ilustrações em estilo mangá que aparecem nas capas e ao longo do texto. Essas ilustrações estão intrinsecamente ligadas à ideia de antirrealismo presente na maioria das obras. Partindo desse ponto de vista, a light novel estaria ambientada não no mundo real, mas em um mundo pré-concebido dentro dos animes e mangás. O autor de um romance (literatura em geral) se baseia em personalidades e aspectos reais da existência humana, já o autor de light novel se baseia em símbolos coletivos da cultura pop japonesa para criar personalidades e mundos condizentes com essa realidade simulada.

Sendo algo tão profundamente enraizado no contexto japonês, a pergunta que fica é: seria possível escrever uma light novel brasileira?


A resposta, por incrível que pareça, é sim!


Obviamente, não há meios de reproduzir os aspectos linguísticos do idioma japonês, mas é possível aplicar ao texto em português estruturas simples e claras que colaboram para a fluidez da leitura, assim como, adicionar ilustrações em estilo mangá e, claro, o antirrealismo.

A série de livros Aika é um excelente exemplo de como as light novels podem ser transportadas ao contexto nacional. Os livros, além da escrita primorosa e das artes belíssimas, trazem em sua narrativa uma mescla de elementos nacionais e estrangeiros (lembram da nossa conversa sobre o tratado antropófago?) Pois bem, essa mescla é muito bem feita aqui. E a autora brinca com o conceito de antirrealismo das light novels ao transportar a protagonista ao mundo mágico de sua história favorita.



Mas talvez você me diga: Tá, mas isso já existe no Japão, o nome é isekai (mundo diferente).

Sim, sim, você está completamente certo, meu caro leitor. Aika é um isekai. Mas como eu expliquei anteriormente, toda a ideia de ambientação das light novels parte não da realidade, mas de uma espécie de hiper-realidade baseada em animes e mangás. Ao trazer Aika Akatsuki dos Anjos, uma menina mestiça, para o contexto nacional, a autora nos aproxima da protagonista. Existem inúmeros descendentes de japoneses no Brasil, existem muitas Aikas por aí, e a realidade da diáspora japonesa raramente é contemplada em animes e mangás. Logo, Aika tem suas bases no mundo real, o que torna a experiência da quebra da realidade no Isekai, muito mais vívida para nós leitores brasileiros.


É fato que a light novel ainda é um fenômeno recente para nós ocidentais e ainda há um longo caminho a se percorrer para a ampla aceitação do gênero entre os leitores não entusiastas da cultura japonesa. Entretanto, é bom ressaltar que Aika e tantas outras obras escritas por brasileiros estão ganhando espaço e conquistando leitores fora da bolha japonista.





Juliana Martins

Formanda em Letras-Japonês

Autora Pendragon

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page