Animismo - A espiritualidade antes da religião

April 25, 2016

 

 

           Animismo é uma prática quem vem de uma época (cerca de 40 mil anos atrás) onde praticamente todos, senão todos, os seres humanos compartilhavam de uma mesma crença, mesmo que esta tivesse formas ritualísticas variasse de tribo para a tribo. Muitos se referem a esse fenômeno humanístico como a primeira religião da humanidade, mas nesse período da história humana o homem ainda não havia criado sistemas de crenças mais organizados e a vida se baseava por meio do pensamento mítico que mais tarde evoluiu para o religioso.

 

            Resumidamente o animismo é a crença de que tudo possui alma, e é tudo mesmo, diferente do egocentrismo das religiões monoteístas e do dualismo cartesiano, esta diz que todos os seres inanimados possuem alma. E estes seres vão desde elementos da natureza como rochas e plantas, até seres cósmicos como a lua e estrelas, e sem deixar de lado fenômenos naturais como trovões e ventos. Tudo tem vida, e uma vida não diferente da do ser humano, já que esse conceito de pensamento diz que tudo, além de ter uma alma, possui também inteligência e sentimentos, e não há separação entre o mundo físico e espiritual.

 

            Apesar deste termo criado pelo antropólogo inglês Sir Edward B. Tyler ter perdido força na década de 50, justamente por ser algo muito genérico, pois, muitas religiões atuais como budismo e o paganismo possuem elementos desse pensamento tribal, e podemos ver que com o declínio das religiões fundamentalistas pelo mundo ocidental (isto que por hora é mais frequente nos países desenvolvidos), resultado do materialismo, as pessoas cada vez mais começam a se interessar pelo espiritualismo ancestral.


Regras do Animismo

 

 O animismo possui três regras básicas:

 

1) Tudo no cosmo tem "ânima", ou seja possui alma;

 

2) Todo o ânima é transferível, isso quer dizer que mais de uma alma pode habitar um corpo, e atualmente vemos isso em religiões como o espiritismo que falarei logo abaixo;

 

3) Tudo ou todo que transfere ânima não perde sua totalidade, mas quem recebe perde a sua (ânima) a qual será tomada pelo doador. Simplificando, é como se o espaço de sua consciência tivesse um tamanho específico onde só cabe um, e com isso quando alguém insere sua ânima em sua consciência, a sua sai de cena.

 

Animismo no Brasil e seu significado

 

             No Brasil dado sua grande pluralidade cultural e étnica existe muitas formas de animismo, que vão desde os ritos indígenas ate os cultos nórdicos. No entanto, existem duas religiões que usam o termo animismo de uma forma bem particular, mas sem perder sua essência.

 

Animismo na Umbanda


            Na umbanda e pelo que sabemos todas as religiões de terreiro, o animismo está muito presente, ele consiste no ato do adepto receber uma entidade e com isso esta o influenciar no campo físico e psíquico durante aquele momento, fazendo assim com que a pessoa comece a agir como o ser espiritual age.

 

 

Animismo no Espiritismo

 

            No espiritismo o animismo é um conjunto de fenômenos psíquicos produzidos com a cooperação consciente e inconsciente dos médiuns em ação. Os fenômenos psíquicos são classificados em anímicos e mediúnicos. Nos anímicos onde está fenômenos como telepatia, clarividência, regressão de memória, leitura de pensamentos entre outros, o agente produtor é o espirito encarnado, em estado de transe. Nos mediúnicos as manifestações são induzidas pelo espirito utilizando as energias psíquicas do médium.

 

 

 

Please reload

Colunas
Posts Recentes