Amigos

May 11, 2016

 

 

A poesia que eu vim dividir aqui hoje é muito forte pra mim porque ela fala sobre meu avô Geraldo. Ele era um grande exemplo pra mim e alguém em que eu tento sempre me inspirar, ele era bom e gentil e um grande contador de histórias! Eu aprendi a contar histórias ouvindo atentamente todas as aventuras que ele tinha vivido! Ele me ensinou lições valiosas e me guiou como se fosse a minha consciência. Era meu maior amigo e aliado em tudo o que eu quisesse fazer!

 

Ele me ensinou não só que eu poderia ser tudo o que eu quisesse, mas também a acreditar que um dia todos os meus sonhos poderiam se tornar realidade!

 

Ainda hoje, eu sinto a falta dele todos os dias! Não tem um dia em que eu não pense nele, no que ele me diria, se ele aprovaria a adulta que eu tenho me tornado, nas palavras de sabedoria que fazem tanta falta nos momentos mais difíceis...

Essa poesia foi feita exatamente um mês depois da morte dele.

Esse ano, completou 10 anos de seu falecimento... E seria o centenário do nascimento dele... E por isso "pra você esses versos dediquei..."

Poesia de 8 de agosto de 2004 (domingo)

Amigos

Já faz tempo que você foi embora
E eu ainda não me acostumei com a solidão.
Eu me pergunto a toda hora
Se sem você, minha vida tem razão.

Às vezes me pergunto
O que a vida faria se eu pedisse?
Ele me permitiria ir junto
Ou não deixaria que você partisse?

Ainda me pego chorando
No vazio que você deixou
E fico, em silêncio, relembrando
Tudo o que comigo você passou.

Nem me deixou dizer
O que de mim tinha que ouvir
Com um adeus lhe agradecer
Por em minha vida existir.

Gostaria que soubesse
Que foi a melhor pessoa que encontrei.
E, como adeus era o que eu queria que dissesse,
Pra você esses versos dediquei.

Please reload

Colunas
Posts Recentes