Entardecer

May 12, 2016

 

 

Olá queridos leitores, gosto muito de escrever poesia e hoje trago para vocês uma ainda mais especial. Esta foi escrita para um senhor, meu vizinho, com o intuito de deixá-lo um pouco mais feliz. Ele reclamava que recebia apenas contas e que não gostava do escuro, por isso escrevi para ele esta poesia e enviei para ele como uma carta.

 

Poema do Entardecer

 

O sol se deita no horizonte
E a luz o segue sem tardar.
O escuro da noite bate em tua fronte
E a tristeza vem lhe tocar.

É tão triste quando a luz se apaga,
Ouvi alguém dizer,
E a noite escura então propaga
O escuro onde não posso ver.

No escuro não há qualquer claridade
E tem quem pense que não há vida,

Mas existirão criaturas por toda a eternidade
Que esperam a noite para sua saída.

 

E não são criaturas malvadas,
Têm apenas um costume diferente,
De vagar no escuro, caladas,
Enquanto dorme a gente.

 

E quando a luz se esconde no céu,
Temos uma bela e nova visão,
A luz noturna estende seu véu
Em forma de lua e estrelas, constelação.

Mas se mesmo assim ainda não gostar,
Pense então mais profundo,
Que quando aqui a noite chegar,
É amanhecer do outro lado do mundo.

Então quando entardecer,
Tente com outros olhos olhar,
Basta sempre lembrar
Que em algum lugar alguém vê o amanhecer.

 

 

 

Please reload

Colunas
Posts Recentes